27 de abril de 2016

Os 3 D's que vão te ajudar no dia-a-dia

Por Andréia de Lima Brito

Olha só as palavras mágicas para grandes conquistas e realizações profissionais: determinação, dedicação e disciplina. Mas, você sabia que cada uma delas tem um significado diferente? Não se confunda, essas palavras refletem ideias distintas! O conceito e a aplicação de cada uma interferem diretamente em suas ações. 

1. Determinação é você ter um foco, um objetivo; é determinar o que precisa ser realizado. 

2. Dedicação é você fazer com empenho aquilo que determinou fazer; é o esforço contínuo para alcançar seus objetivos. 

3. Disciplina é a forma como você escolhe se dedicar; é a obediência às regras. Ser disciplinado envolve seguir o cronograma estabelecido para alcançar o seu objetivo. 

Aplicar o verdadeiro sentido dessas palavras garante bons resultados na sua vida pessoal e profissional.


20 de abril de 2016

O desafio da verdadeira Liderança.

Por Andreia de Lima Brito

Liderar pessoas é um desafio que requer competências específicas, entusiasmo e muita responsabilidade. O líder deve ser uma referência para seu time, os representando em qualquer situação, nos momentos bons e principalmente nos mais difíceis.

Ser líder envolve dedicar mais do seu tempo. Não apenas para alcançar os resultados mas para desenvolver as pessoas ao seu redor. Esta aí o “x” da questão, pois nem todos estão dispostos a se dedicar aos outros e ainda cumprir as metas impostas. O verdadeiro líder forma novos líderes.

Algumas pessoas já nascem com características de liderança, principalmente porque possuem facilidades de comunicação, habilidades de negociação e capacidade de influenciar pessoas. Mas, a liderança pode ser desenvolvida.

Dentre as exigências para tornar-se um líder destacam-se a dedicação, autoconfiança e qualificação. Dedicar-se envolve abrir mão dos desejos individuais, é doar-se em prol da equipe. Líder é aquele que inspira o melhor que há em nós.

A autoconfiança é saber reconhecer os talentos ao seu redor e delegar as atividades de acordo com as habilidades de cada um. É arriscar e tomar as decisões no momento certo, consciente de que independente do resultado o líder assumirá os riscos.

Para a qualificação é necessário dominar os processos da sua área de atuação e passar convicção em tudo que faz. O aprimoramento constante envolve muito estudo. Não é simplesmente a graduação, é continuar com cursos de aperfeiçoamento e especializações na área.

O caminho é árduo mas os resultados alcançados e o legado deixado são as maiores satisfações do líder. Como percebido, não se alcança esse objetivo do dia para a noite. São passos dados diariamente com respeito, ética profissional e paixão pelo que faz. Quem não quer “ser” ou “ter” um líder inspirador? Desafie-se. Seja esse Líder!

13 de abril de 2016

Você sabe o que é postura profissional?


Por Andreia de Lima Brito:


A postura profissional é o conjunto das suas características pessoais e as atitudes tomadas no ambiente de trabalho. Sua postura no trabalho é formada por sua conduta ética, hábitos, habilidades, conhecimentos, comportamentos e atitudes. 

Então, tudo que você pensa se reflete nas suas ações, seja voluntária ou involuntariamente. Sabe a melhor maneira de evitar situações constrangedoras no trabalho? Vamos começar com dicas simples e práticas: 

1. Sua roupa, às vezes, fala por você, então, cuidado na forma de se vestir. Sua imagem pessoal é um cartão de visita. Imagina ser pego de surpresa para participar de uma reunião com a alta gestão da empresa.

2. Mantenha o bom humor! Sorria! Mas cuidado com as brincadeiras excessivas. Lembre-se de respeitar o limite e o espaço de cada um. 

3. Evite atender ou fazer ligações com cunho pessoal durante o horário de trabalho. Mas caso seja necessário, procure um local reservado. E não esqueça, durante o expediente mantenha seu celular no silencioso.

4. Sempre cumprimente a todos, independente do cargo. E olhe nos olhos quando conversar com alguém! Isso demonstra confiança.

Leve esses dicas com você, seja no trabalho, na sala de aula ou até mesmo em uma reunião com colegas. Quando praticamos diariamente torna-se um hábito e isso é primordial para o sucesso e o reconhecimento no trabalho.

20 de outubro de 2015

Três palpites para o tema da Redação Enem 2015 – e como abordá-los

Uma das maiores expectativas de quem vai fazer Enem é o tema da redação. Afinal, esta prova é decisiva para a colocação dos candidatos e o meio milhão de notas zero do ano passado ainda ecoa na cabeça de estudantes e professores.

Antes de tudo, vale levar em conta que não adianta muito ficar adivinhando os temas, pois a possibilidade de acertar “na mosca” é bastante remota. O que importa é dominar a estrutura de um texto dissertativo-argumentativo, desde o início até o final.

Na introdução, o candidato precisa oferecer um panorama geral do tema, mostrando a sua relevância. No desenvolvimento, o avaliador examinará se o candidato tem visão global, considerando os diversos aspectos da questão explorada, e se articula bem as ideias.

Por fim, cabe ao candidato apresentar uma proposta de intervenção social: como ele julga que esse problema pode ser resolvido ou encaminhado? A proposta deve ser factível e concreta.

Quem domina essa estrutura, é antenado com o que acontece no mundo e tem uma postura crítica certamente terá muito a dizer.

Posto isso, registro aqui, de todos modos, três palpites sobre os possíveis temas para a prova deste ano.

Liberdade de expressão

Minha primeira aposta vai para a liberdade de expressão. Foi uma discussão importante em 2015, sobretudo em face do ataque ao jornal satírico francês Charlie Hebdo, ocorrido em janeiro deste ano, que resultou na morte de 12 pessoas.

A proposta da redação pode pedir que o candidato analise se a liberdade de expressão deve ter limites ou se é permitido dizer tudo, mesmo ferindo os sentimentos e crenças dos demais.

A questão tem duas faces. Por um lado, a liberdade de expressão é garantida pela Declaração Universal dos Direitos Humanos e qualquer tipo de censura da informação pode constituir uma ameaça aos valores que estão na base dessa liberdade.

Em contrapartida, os próprios documentos da ONU mencionam que a liberdade de expressão não dá direito a incitar a guerra, o preconceito ou o ódio. Ora, se não pode haver censura prévia, ao mesmo tempo há responsabilidades posteriores pelo que se diz. Tal fronteira, imposta por limites legais e morais, é decisiva para garantir o respeito pelos outros.

Redução da maioridade

Outro palpite vai para a redução (ou não) da maioridade penal. O que considerar? Sob uma perspectiva histórico-social, há dezenas de razões para não reduzir a maioridade: fixá-la em 18 anos é tendência mundial; os adolescentes infratores representam apenas 0,5% da população jovem do Brasil (e uma exceção não pode pautar uma lei); sem falar que as causas da violência e da desigualdade não se resolverão com a adoção de leis penais – seria tratar o efeito, e não a causa.

Por outro lado, há quem pondere que, aos 17 anos, o jovem já sabe o que faz e alguns optam conscientemente pela criminalidade. O Enem pode cobrar uma argumentação sobre esta polêmica, que foi uma das mais marcantes do ano no cenário nacional.

Olimpíadas no Brasil 2016

Por fim, correndo por fora, um terceiro tema pode ser o escolhido: as Olimpíadas no Brasil 2016: benefícios e desafios. Como garantir que esse evento deixe um legado real para a população? Para discutir o assunto, é pertinente que o candidato utilize indicadores de países que já tenham realizado um evento desse porte, além de demonstrar entendimento dos avanços concretos que podem reverter para o cidadão brasileiro.

18 de setembro de 2015

Saiba como fazer trabalhos científicos

Ainda é um desafio para muitos estudantes brasileiros de graduação e pós-graduação dominar as técnicas de elaboração de um trabalho científico. A redação, com qualidade, de artigos e de estudos de conclusão de curso requer um amplo domínio da metodologia da escrita acadêmica.

O fato é que nem sempre o aluno é bem orientado, ou por vezes, devido à falta de informações adequadas, o planejamento da pesquisa não é feito de forma produtiva. Tudo isso tende a impactar de forma direta na qualidade do material final produzido, que fica propenso a ser pouco inovador ou ter pouca relevância, por exemplo, em congressos ou periódicos científicos, tanto nacional quanto internacionalmente.

Esses são alguns dos aspectos que impedem o crescimento ainda maior da qualidade da produção científica das instituições de ensino do Brasil, incluindo até a principal do País, a Universidade de São Paulo (USP).

Assim, para facilitar o trajeto acadêmico do graduando ou do pós-graduando, trago aqui um compilado de materiais de orientação produzidos por algumas das principais universidades do País. São guias instrucionais, modelos de trabalhos científicos pré-formatados, além de outras dicas e orientações envolvendo as técnicas e os procedimentos metodológicos que devem ser respeitados pelo estudante. Há ainda materiais extras em formado de videoaulas que podem ajudar ainda mais o aluno na elaboração do trabalho científico.

2. Artigo científico
Manual de elaboração de projeto, artigo e outras regras básicas (Universidade Federal do Tocantins) 
Como elaborar um artigo científico? (Universidade Federal de Santa Catarina)
Orientações sobre artigo de acordo com normas oficiais pela professora Eliana Maria Garcia (Universidade de São Paulo)
 Confira um modelo padrão de estrutura de um artigo (Intercom)
 Videoaulas: curso sobre escrita científica com o professor Valtencir Zucolotto (Universidade de São Paulo)

3. Normas ABNT

Normas ABNT

MODELO DE CAPA

 

24 de julho de 2015

Saiu a Programação Oficial do Forricó 2015!!


O prefeito municipal de Icó, Jaime Junior anunciou ao vivo pela Brasil FM a programação oficial do Forricó 2015.


30/07
ARTISTAS DA TERRA;
XE POP;
DORGIVAL DANTAS;
AVIÕES DO FORRO.

31/07
ARTISTAS DA TERRA;
FORRO PE DE OURO;
ITALO E RENNO;
LUIZ MARCELO E GABRIEL;
BONDE DO BRASIL.

01/08
ARTISTAS DA TERRA;
CANINANA DO FORRO;
TOCA DO VALE;
IORANES.

02/08
ARTISTAS DA TERRA;
FORRO ESTICADO;
SOLTEIROES DO FORRO;
FORRO REAL;
BELL MARQUES.

19 de março de 2015

Imagem pessoal: como você a transmite?

Falar alto, ser indelicado, ser inoportuno em comentários e brincadeiras exageradas, invadir o espaço do outro, ser engraçado em horas inapropriadas, gesticular demais, falar errado. Estes são alguns dos exemplos simples e bem claros que podem comprometer a nossa imagem pessoal, levando os outros a nos julgar de forma equivocada.

A construção da imagem pessoal faz parte de um processo de autoconhecimento, no qual é imprescindível sabermos quem somos, o que temos a oferecer, quais nossos valores essenciais, nossa postura perante os demais, o que estamos transmitindo ao nosso redor e como estamos transmitindo de fato aquilo que somos. Exercitar o autoconhecimento é conquistar a prática da paciência, autoestima, responsabilidade, motivação, disciplina e bom senso.

Estudos do Management Institute of Technology – EUA apontam que são necessários apenas de 3 a 60 segundos para que, através do que vemos no outro, consigamos identificar determinado perfil de comportamento pelo tipo de vestuário, gesticulação, expressão facial, tom de voz e postura. Esses são alguns fatores que nos levam a uma codificação da mensagem transmitida.

Seja no ambiente de trabalho, numa entrevista de emprego, numa apresentação pessoal, no atendimento ao cliente, num almoço empresarial, na reunião em família seja no encontro de negócios, a maneira como nos apresentamos perante os demais rege a construção da nossa imagem e contribui fortemente a manter saudável os nossos relacionamentos interpessoais.

Apesar de, geralmente, a primeira impressão ser a que fica, ela pode ser mudada. O primeiro contato é muito importante e requer um cuidado especial, afinal nem sempre teremos uma segunda a oportunidade para retransmitir a primeira impressão.

Cabe a nós, portanto, a consciência de analisarmos cuidadosamente como estamos construindo e trabalhando nossa imagem pessoal. Afinal esse é o nosso melhor cartão de visitas e pode ser fator importantíssimo como nossa porta de entrada para novas oportunidades.

Chama o SAMU!!! Hel Hel Hel!!

Nos últimos dias o espírito de manifestações pairou sobre o ar, enquanto muitos estavam protestando contra o governo nacional e a corrupção, me veio a mente o nosso amado Icó. Uns dizem que está muito bom, outros dizem que está muito ruim, e ainda escutei, pior que os anteriores...

Equipe SAMU Várzea Alegre.
Foto: Nonato Alves
Doenças partidárias a parte, lembro-me muito bem que iria chegar a Unidade Básica do SAMU ao nosso município. Passados bastante tempo de administração, me vem a seguinte pergunta... CADÊ O SAMU DE ICÓ??

Aproveito para destacar que as cidades de CEDRO, IGUATU, ORÓS E VÁRZEA ALEGRE, já tem a unidade em pronto atendimento. Vejam cidades que são até menores que a nossa!!  

O que ainda ta faltando?? E os vereadores, servem pra quê??